Na Astrologia, a figura do Sol e da Lua são complementares. Enquanto o Sol
representa o símbolo masculino, a individualidade e a razão, a Lua nos remete ao feminino, à emoção e aos afetos.

Quando entramos no território lunar falamos de autoestima, da capacidade que temos de tocar a vida do outro e de como permitimos também que o outro nos afete. O signo lunar é aquele que, se bem desenvolvido, vai fazer com que você se sinta amado, com que saiba escolher as pessoas que de fato vão lhe fazer sentir acolhido.

Enquanto o signo solar nos fala sobre o que nos faz pulsar, nossos objetivos da vida, o signo lunar representa o que nos nutre, o que nos faz sentir seguros emocionalmente. Por isso, tão importante quanto entender o posicionamento do Sol no mapa de uma pessoa, é entender como a Lua se manifesta para cada um.

Abaixo, separamos os principais aspectos da Lua em cada signo do zodíaco, que podem te ajudar a entender melhor como esse astro se manifesta em cada posição.

“Moon cycle”(Ciclo da Lua) – Foto de Sanni Sahil

Lua em Áries: a impulsividade

Os nativos que possuem a lua nesse signo prezam sua independência. Desde crianças desenvolvem essa característica e para que cresçam emocionalmente seguras precisam ter a sensação de que estão aprendendo por conta própria.

A impulsividade é uma característica marcante do signo de Áries e, nesta posição, estará diretamente associada à dimensão emocional, podendo reagir de maneira agressiva quando sob pressão.

Dentro da estrutura familiar, quem tem lua em Áries é uma espécie de líder. Defendem com unhas e dentes aqueles com quem tem uma relação de afeto. Nos relacionamentos, mergulham de cabeça e não têm medo do envolvimento emocional.

Lua em Touro: a doçura

Touro é um signo regido por Vênus, a deusa do amor e da beleza, que compartilha o simbolismo do feminino com a lua. A doçura é o alimento para o desenvolvimento e para a estabilidade das relações dos nativos com a Lua nesta posição.

A Lua em Touro é associada ao cuidado. Esses indivíduos gostam de cuidar das pessoas, das suas relações, da manutenção de uma vida segura e confiável, por isso passam uma sensação de segurança aos que convivem com eles.

Um ponto de atenção é a tendência ao apego. É preciso trabalhar esse lado para lidar com as situações e também com as pessoas de forma mais fluida e desprendida.

Lua em Gêmeos: a comunicação

Signo de ar, Gêmeos é inquieto e curioso, deseja movimento para que se sinta nutrido emocionalmente. A comunicação é o alimento afetivo de quem tem a Lua neste signo.

Suas relações devem estimulá-lo intelectualmente, trazer novas ideias.
Uma certa instabilidade, com alterações emocionais, também pode estar presente na Lua em Gêmeos. Eles têm dificuldade de focar sua atenção, portanto podem perder o interesse em algo devido a um pequeno movimento paralelo. Ao mesmo tempo em que a variedade traz segurança emocional, toda essa mudança pode representar dúvidas constantes.

Por mais que a dúvida seja um alimento para quem tem a Lua nessa posição, é preciso estar atento, pois toda essa indecisão pode dissipar muita energia. É preciso desenvolver o foco e ter uma meta para direcionar todas essas emoções.

Lua em Câncer: a emoção

A Lua é regente do signo de Câncer, então nessa posição temos a união de dois parentescos muito próximos. Esses nativos são emocionalmente muito sensíveis, acolhedores e ligados à família.

Ter a Lua em Câncer é ser um celeiro de emoções. É trazer na alma a marca de tudo que se viveu num passado e isso tem uma importância enorme em suas experiências.

Entretanto, é importante abrir mão dos excessos sentimentais, para não ficar preso ao passado e deixar de viver melhor o presente.

Lua em Leão: a chama

Leão é um signo regido pelo Sol, de modo que, quem nasceu com a Lua neste signo é como uma comunhão das forças dos dois astros: a força luminosa – da ação – com a luz refletida – que tem a ver com as nossas emoções.

A pessoa de Lua em Leão é apaixonada pela vida e isso tem a ver com a forma como ela se emociona. Confiam no que diz o coração, são intensas, generosas e leais.

Porém podem ter dificuldade em lidar com a vaidade e com o orgulho, por isso precisam trabalhar para desenvolver o espírito coletivo, lidando com os outros de igual para igual, sem se sentirem mais especiais do que os outros.

Lua em Virgem: a transparência

O nativo deste signo de Terra é prático e racional, porém sem ser quadrado.

Quem tem Lua em Virgem preza pela simplicidade e objetividade e gosta de se sentir útil. Em relação aos afetos, tendem a ser exigentes, pois precisam se sentir seguros de que estão pisando em um solo fértil.

Porém essa auto exigência e a tendência crítica podem atrapalhar o andamento de todo um envolvimento emocional. É preciso não exigir que tudo seja perfeito, aceitando que cada pessoa tem qualidades e defeitos.

Lua em Libra: a harmonia

Libra é o signo da diplomacia. Esses nativos tendem a lidar com as coisas de forma racional e justa, por isso são reconhecidos pela sua capacidade de mediar conflitos.

A Lua em Libra precisa de harmonia nos relacionamentos. Se sentem seguros e protegidos quando estão em relações de equilíbrio.

Há uma certa manifestação de incerteza e de insegurança nessa posição. Muitas vezes, para evitar um conflito, ele se anula e por isso é preciso aprender a se colocar e a desenvolver a autoconfiança.

Lua em Escorpião: a intensidade

Indivíduos de Lua em Escorpião são muito densos e profundos emocionalmente. Mergulham de cabeça nos sentimentos e não conseguem deixar de viver intensamente o que sentem.

A Lua em Escorpião é uma espécie de fênix emocional, que renasce das cinzas daquilo que transmutou.

Porém, muitas vezes pela ânsia de transformação, cultiva atitudes emocionalmente destrutivas, por isso precisam desenvolver o espírito de preservação, além de doçura e paciência.

Lua em Sagitário: a alegria

A alegria e o otimismo são características dos nativos de Sagitário. Conseguem levar a vida com humor e sabem virar a página.

Para quem tem a Lua nessa posição, as relações têm que ser encontros que as desenvolvam, que as façam crescer.

Emocionalmente acreditam que sempre podem ir mais longe e também estimulam as pessoas próximas a pensarem assim. Querem aprender, descobrir, conhecer novos mundos, emoções e sentimentos.

Essa posição da Lua pode levar ao excesso, já que tem tendência de valorizar o passado e o futuro, não reconhecendo a importância do
momento presente.

Lua em Capricórnio: a praticidade

Nativos de Lua em Capricórnio tem uma maneira não convencional de demonstrar seus afetos, através de gestos práticos que fogem dos estereótipos, por isso muitas vezes são vistos como frios.

Normalmente se responsabilizam pelas questões da família, resolvendo os problemas de quem está a sua volta.

Quando a Lua se encontra neste signo, o mundo das emoções é bem administrado e tratado de forma eficiente e prática. Entretanto, as coisas não precisam ser tão rígidas.

É preciso desenvolver a sensibilidade e aprender a expressar suas emoções.

Lua em Aquário: a liberdade

Aquário é um signo de ar associado ao espirito solidário. A Lua em Aquário se refere a alguém que se emociona com as pessoas.

Para esse nativo, o convívio com o núcleo social é muito importante. Ele precisa estar perto os amigos, abrindo o coração para estar junto das pessoas e contribuindo para o bem coletivo.

Existe uma tendência de interpretação de que a Lua em Aquário remete a frieza. Isso acontece justamente por essa visão de coletividade, onde tendem a não dar tanta importância para os problemas pessoais, que consideram pequenos frente a todos os problemas enfrentados pelo mundo.

A Lua em Aquário não se prende ao passado. Sempre olhando para frente, ela precisa da liberdade de ir e vir e fazer contato com um grande número de pessoas.

Lua em Peixes: a sensibilidade

Peixes, o último signo do zodíaco, tem a água como seu elemento, portanto podemos afirmar que os nativos que possuem a Lua nessa posição têm a sensibilidade potencializada.

Geralmente são pessoas que absorvem todas as energias e atmosferas, tendem a ser mais sonhadoras e intuitivas.

Um dos lados mais fluentes desta combinação é que seus nativos costumam ter facilidade de se colocar no lugar do outro, como se tivessem dentro de si algum tipo de referência que faz com que entendam aquilo que estão sentindo.

Por outro lado, essa absorção pode ser tóxica, fazendo com que mergulhem no sofrimento dos outros e se percam perante tantas emoções. Por isso é preciso estar atento para saber quando se afastar dos problemas, recarregar suas energias e exercitar um olhar mais crítico diante do mundo, para que as coisas se tornem mais simples e claras.

No canal Claudia Lisboa no YouTube você pode conferir uma seleção completa de vídeos sobre como a Lua se manifesta em casa signo.