Sabemos que o zodíaco é dividido em doze signos, agrupados em quatro elementos: fogo, terra, água e ar. Basicamente eles nos falam sobre nosso temperamento, valores e forma de viver. Caso tenha curiosidade, neste post falamos um pouco mais sobre os elementos. Porém, existe uma segunda divisão, que agrupa os signos pelas expressões desses quatro  elementos, as chamadas modalidades, que podem ser Cardinais, Fixos e Mutáveis. 

Essas três modalidades representam a forma como os signos interagem com os elementos. Elas são complementares, não existe modalidade ideal. No Mapa Astral de uma pessoa, encontramos as três qualidades. Quando elas estão distribuídas de forma equilibrada, o indivíduo consegue conduzir seus projetos, cultivar relações e gerir sua vida de forma mais fácil. 

Podemos fazer uma analogia entre a forma como signos, elementos e modalidades se relacionam e as estações do ano. Em um ano temos doze meses e quatro estações divididas em blocos de três meses, períodos que simbolizam começo, meio e fim. Neles, a natureza se comporta de diferentes formas. Os meses de primavera, por exemplo, não são iguais. Em setembro, no início da estação, costumamos ter um clima mais ameno. Já em dezembro, quando ela chega ao fim, notamos um clima mais quente. Essa dinâmica funciona para todas. 

Em uma modalidade encontramos signos dos quatro elementos. O importante ao interpretarmos a diferença entre eles, é entender o modo como cada elemento, em sua modalidade, se coloca frente à realidade da vida. 

Modalidade Cardinal – O começo da estação

Reúne os signos de Áries (elemento Fogo); Câncer (elemento Água); Libra (elemento Ar) e Capricórnio (elemento Terra). A qualidade Cardinal representa o início de novos ciclos. É a força de vontade para iniciar um novo projeto, o impulso para que a gente corra atrás dos nossos objetivos. É uma energia orientada para a ação. Porém, vale ficar atento. Muitas vezes as coisas são iniciadas, mas não ganham continuidade, por isso falamos da importância do equilíbrio entre as modalidades.  

Modalidade Fixa – O meio da estação

Reúne os signos de Touro (elemento Terra); Leão (elemento Fogo); Escorpião (elemento Água) e Aquário (elemento Ar). Aqui, a energia está em sua manifestação plena, é o auge da estação. É a modalidade que remete à estabilidade, ao controle, a firmeza. Os signos fixos agem com foco, disciplina e de forma constante. Eles continuam o que foi iniciado, embora às vezes possam demorar a começar. Justamente por sua energia de sustentação e persistência, estes nativos podem ser vistos como teimosos ou intransigentes. 

Modalidade Mutável – O fim da estação

Reúne os signos de Gêmeos (elemento Ar); Virgem (elemento Terra), Sagitário (elemento Fogo) e Peixes (elemento Água). A modalidade mutável representa o encerramento de um ciclo. São energias de adaptabilidade, movimento e maleabilidade. São signos de transição, que gostam de mudar a ordem pré-estabelecida e exigem uma troca constante. Justamente por serem mutáveis, tendem a ser mais flexíveis e tolerantes.  Por outro lado, esse ímpeto de querer encerrar um ciclo e partir para o novo também pode remeter a uma certa ansiedade e inconstância. 

Conhecer mais sobre as modalidades nos traz vários insights interessantes sobre a nossa personalidade Esse tema será abordado na terceira aula da Semana da Astrologia, que acontece nos dias 26/10, 29/10 e 03/11. São três aulas totalmente online e gratuitas, que abordam os primeiros passos na compreensão de um Mapa Astral. Faça já a sua inscrição.